Hebiatria (medicina do adolescente)

O nome correto seria Medicina do Adolescente, que é a especialização dentro da pediatria, que cuida e orienta os adolescentes. Hebiatria tem relação com Hebe, a deusa da juventude na mitologia romana.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, adolescente é o indivíduo entre 10 e 20 anos, embora o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) utilize as idades de 12 a 18 anos. No consultório, prefiro pensar em adolescente como o indivíduo que já inicia as alterações típicas dessa fase da vida.

Fase essa especial, maravilhosa e com muitas alterações físicas, mentais e emocionais que normalmente geram dúvidas e angústia em adolescentes e seus pais.

O Hebiatra (médico de adolescentes) tem especialização nas alterações específicas dessa fase e atua como um clínico geral, fazendo o acompanhamento de peso, altura, mas ainda preocupa-se com alterações hormonais, menstruais, ortopédicas típicas dessa fase, bem como trata de questões como rendimento escolar, sexualidade e drogas, temas que são também frequentes nessa fase.

A consulta é diferenciada da pediatria geral, entrando apenas o adolescente na sala do médico, com seus pais ou responsáveis aguardando o segundo tempo da consulta, onde eles também participam. Isso permite que as questões mais polêmicas possam ser abordadas sem a inibição que a presença dos pais causaria, e ajuda a criar um vínculo de confiança entre o médico e o paciente, o que é muito benéfico e permite que o adolescente se permita confiar e perguntar ou falar sobre aquilo que o angustia.